Política

Como os cargos de ‘Assessores Especiais’ serão distribuídos por Raquel Lyra?

É como no Estado de Pernambuco, que o governador –nesse caso governadora- destine os cargos como ‘Assessores Especiais’ ou ‘Assessores Técnicos’ à lideranças políticas espalhadas por todo o Estado, como forma de manter a base unida e com presença na política municipal.

O ex-governador Paulo Câmara, fez isso com maestria, assim como aprendeu com o saudoso Eduardo Campos. Manter os aliados por perto é a melhor forma para que ele não fique insatisfeito e siga para a oposição. No Sertão de Pernambuco temos alguns casos que foram assessores como por exemplo o ex-prefeito de Parnamirim Tácio Pontes, o ex-prefeito de Santa Maria da Boa Vista, e os dois últimos ex-prefeitos de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti e Auricélio Torres.

Com o decreto que exonerou diversos cargos logo na primeira semana de gestão, Raquel Lyra retirou muitos ex-prefeitos e lideranças políticas ligadas ao PSB desses cargos, e até então não foi publicado no Diário Oficial de Pernambuco as novas nomeações. O que se pergunta é, será que Raquel Lyra irá colocar políticos ou serão cargos técnicos?

Os cargos comissionados de Assessores da Secretaria da Casa Civil ou da Secretaria de Administração, como também Assessoria Especial do Gabinete do Governador ficarão com políticos visando as eleições de 2024, e assim fortalecer a base pensando no futuro, leia-se 2026, ou serão técnicos como foi feito com o secretariado?

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia