Brasil

ALERTA: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL É USADA PARA IMITAR A VOZ DE PESSOAS E APLICAR GOLPES

O golpe em si não tem nada de novo: os criminosos ligam ou mandam mensagens alegando que sequestraram familiares da vítima, ou que são filhos ou netos da vítima e precisam de dinheiro para alguma coisa. Mas, agora, as vozes nas ligações e mensagens de voz são exatamente as mesmas dos entes queridos das vítimas. Assim, as vítimas são pegas de surpresa e facilmente correm para agir e ajudar os entes queridos que supostamente estão em perigo.

O software de geração de voz de inteligência artificial analisa o que torna a voz de uma pessoa única – incluindo idade, gênero e sotaque – e pesquisa um vasto banco de dados de vozes para encontrar outras semelhantes e prever padrões. Então, a inteligência artificial pode recriar o tom, o timbre e os sons individuais da voz de uma pessoa. Isto requer apenas uma pequena amostra de áudio, retirada de lugares como YouTube, podcasts, comerciais, TikTok, Instagram ou vídeos do Facebook.

Mesmo criminosos com pouco conhecimento tecnológico seriam capazes de realizar fraudes desse tipo. Softwares de geração de modelos de voz estão disponíveis ao público e custam pouco, com valores de assinatura a partir de R$ 25,00.  Por enquanto esses golpes vêm acontecendo com maior frequência nos Estados Unidos e Canadá – Mas no ano de 2022 foram aplicados mais de 3 milhões de golpes financeiros no Brasil.

COMO SE PROTEGER?

É importante se certificar que a ligação é legítima e que o ente querido efetivamente está em perigo antes de ceder a pressões ou realizar transferências em dinheiro. E não é bastante lembrar que se alguém de repente está pedindo dinheiro sob qualquer pretexto – é desconfiar sempre! Em alguns casos, a ligação pode, inclusive, vir do número legítimo de um membro da família, mas que, mesmo assim, ainda pode ser falsificado.

Para evitar ser uma vítima, as pessoas devem manter vigilância constante e tente fazer uma vídeo chamada para se certificar de que realmente é a pessoa na qual está falando com você.

Caso seu celular não possua essa facilidade de vídeo chamada coloque a ligação em espera e tente ligar para o familiar separadamente. Na maioria das vezes, basta uma ligação ou mensagem de texto para perceber a fraude.

Quem comete esse tipo de crime poderá ser enquadrado como estelionatário e estará sujeito à pena de 1 a 5 anos. A pena será de 4 a 8 anos no caso de fraude eletrônica com uso de informações fornecidas pela vítima ou terceiros por meio de contatos nas redes sociais, telefones ou e-mail.

Fonte: Portal Agreste Violento

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia