Afogados da Ingazeira

Campus do IFPE de Afogados apresenta projeto criado por alunos em comunidade de Itapetim

Na terça-feira (11), aconteceu uma atividade de campo do projeto: ‘Desenvolvimento de Baixo Custo para Diminuição de Pragas no Plantio de Algodão no Sertão do Pajeú’, coordenado pela professora do Campus do IFPE de Afogados da Ingazeira, Ladjane Coelho.

de acordo com o Blog PE Noticias/Pedro Araújo, o grupo formado pela professora e por 3 dos 10 bolsistas do projeto, Thauany Nunes de Medeiros, Renan Veras de Oliveira (estudantes de engenharia civil do Campus Afogados) e João Bosco Mano da Silva (bolsistas externo), levaram o dispositivo desenvolvido por eles junto com o IFPE para ser testado na comunidade Caiana, na zona rural do município de Itapetim, na plantação de algodão agroecológico da comunidade.

O dispositivo consiste na utilização de uma lâmpada para atrair a lagarta rosada, tipo de praga que ataca a plantação de algodão, e tem o hábito de aparecer à noite. Após ser atraído pela luz da lâmpada, o inseto cai em uma solução de água com detergente, o que evita o ataque e protege a plantação. O dispositivo foi aperfeiçoado a partir de uma versão mais rudimentar, criada pelos próprios agricultores.

“Atendendo a um pedido deles, desenvolvemos um dispositivo autônomo e alimentado por uma placa de energia solar”, explica Ladjane Coelho.

O experimento é realizado em parceria com a Organização Não Governamental Diaconia, que já desenvolve um projeto no local com a plantação de algodão consorciado com outras culturas. O professor Newton Souza e o técnico de laboratório Lindemberg Monteiro, também integram a equipe do projeto.

fonte: Cauê Rodrigues

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia