Brasil

Anatel abrirá processo contra Claro para cobrar melhorias em serviços de banda larga fixa

Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deverá cobrar esclarecimentos da Claro, após a operadora ter resultados considerados baixos na avaliação dos consumidores dos serviços oferecidos pela empresa. Os problemas na prestação dos serviços de telefonia móvel e banda larga fixa foram percebidos após a divulgação da pesquisa de qualidade feita pelo órgão, feita com cerca de 88 mil pessoas, em 2022, que utilizam serviços de telefonia e banda larga das principais operadoras do país. 

Na última quarta-feira (5), a Anatel realizou uma coletiva de imprensa para falar dos resultados obtidos com as entrevistas. No relatório divulgado pela agência, as médias nacionais do Índice de Satisfação Geral (ISG) por serviço foram:

  • Telefonia celular pré-paga: 7,70; 
  • Telefonia fixa: 7,45; 
  • Telefonia celular pós-paga: 7,30; 
  • TV por assinatura: 7,22; e
  • Banda larga fixa: 7,07. 

Segundo a Anatel, a nota do índice de satisfação atribuída pelos consumidores de banda larga fixa foi estatisticamente maior do que os 6,88 da Pesquisa de Satisfação feita em 2021, quando a telefonia celular pré-paga registrou 7,82; telefonia fixa, 7,37, telefonia celular pós-paga, 7,39; e TV por Assinatura, 7,13, mas ainda assim, houve reclamações por parte dos consumidores, principalmente, nos prestados pela Claro.

Ainda de acordo com o relatório, na média nacional, a Claro teve a nota de satisfação mais alta nos serviços móveis. A Gigabyte, primeiro ano que participou da pesquisa, obteve a maior nota dentre as prestadoras pesquisadas no serviço de banda larga fixa. A Unifique teve as notas nacionais mais altas no serviço telefonia fixa. E, a Vivo obteve a maior nota nacional no serviço de televisão por assinatura.

Apesar da felicidade dos clientes móveis, os assinantes de serviços de internet banda larga fixa não ficaram tão satisfeitos. O índice de satisfação geral, na média nacional, de 7,07. Das operadoras analisadas, Claro, TIM, Vivo, Oi (dividida por fatias de operadora – Oi Claro, Oi TIM e Oi Vivo), Sky, Unifique, Valenet e Brisanet, a que mais conquistou o coração dos usuários foi a Brisanet. Em Pernambuco, o índice de satisfação com o serviço oferecido pela empresa foi de 8,47.

Sobre as reclamações feitas a respeito dos serviços prestados pela Claro, Cristiana Quinalia, superintendente de Relações com Consumidores (SRC) da Anatel, afirmou que a operadora será a primeira que deverá prestar esclarecimentos a respeito do índice de satisfação do consumidor.

Nós vamos abrir um processo para pedir esclarecimentos, inicialmente da prestadora Claro. A partir de análises e aprofundamentos, nós verificaremos a necessidade de abrir para outros. A gente vai identificar com a prestadora a causa e, eventualmente, propor soluções e se elas não forem cumpridas, ele pode, sim virar um processo sancionador”, explicou.

Tanto na telefonia móvel pré-paga e pós-paga a Claro alcançou os maiores índices de aprovação. A Anatel também avaliou os serviços de telefonia fixa e TV por assinatura.

Fonte: Folhape

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia