Pernambuco

ONG de Paulista era usada como casa de prostituição de menores

Um centro de apoio para menores em Paulista foi transformado em ponto de prostituição de garotas jovens. De acordo com a Polícia Civil, frequentadores pagavam uma quantia para permanecerem no local, sendo o valor combinado com as próprias adolescentes.

A situação foi descoberta graças a uma denúncia anônima feita ao Ministério Público da Infância e Juventude de Paulista e as investigações vem acontecendo desde fevereiro de 2023. Durante a operação denominada Pool Party, que em português significa “festa na piscina”, foram detidos, além do presidente do centro de apoio, seis adultos, sendo quatro homens e duas mulheres. Também foram levadas à delegacia duas adolescentes de 17 e 14 anos.

Ainda segundo a polícia, a prática dos crimes investigados foi comprovada e o presidente da ONG foi autuado em flagrante por favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável e fornecimento de bebida alcoólica a adolescente.

Fonte: Diário de Pernambuco

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia