Pernambuco

Clarissa Tércio vai acionar PM para ‘conter ilícitos’ na 1ª Marcha da Maconha do Jaboatão

Contrária à realização da 1ª Marcha da Maconha do Jaboatão dos Guararapes, programada para acontecer no próximo dia 28 de maio, a deputada federal Clarissa Tércio (PP) afirmou, nesta segunda-feira (27), que irá solicitar reforço policial no local “para que se apure eventuais condutas criminosas e uso ou tráfico de entorpecentes”.

A deputada informou ainda que vai entrar com um pedido de informação junto aos governos estadual e municipal para saber se haverá aplicação de recursos públicos na manifestação, e destacou que irá protocolar voto de protesto à realização do evento.

“Farei o que estiver ao meu alcance para que a polícia acompanhe e identifique se haverá consumo e tráfico de drogas no local. Grande parte da população jaboatonense é cristã, com valores e princípios que vão de encontro a essa apologia ao uso de drogas defendida pela esquerda e, portanto, considero essa marcha uma afronta à lei e à ordem pública”, disse Clarissa. “Inclusive, existem vários relatos que em outras edições em que participantes foram vistos fumando a erva em público, sem qualquer constrangimento, o que nos deixa muito preocupados”, acrescentou.

Clarissa citou o envolvimento em projetos sociais voltados à reabilitação para dependentes químicos e afirmou “conhecer de perto” os danos causados pelo uso de entorpecentes na vida dos usuários e de suas famílias.

“A maconha é a porta de entrada para o uso de outras drogas mais fortes. Por isso, precisamos combater esse mal que destrói relações, sonhos, vidas e famílias. Além disso, é considerada o mal do século e não podemos nos calar diante de uma prática que só traz prejuízo aos lares, motiva diversos tipos de delitos e que é proibida por lei”, completou a parlamentar.

Fonte: Diário de Pernambuco

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia