Brasil

Ovo fica mais caro em todas as capitais do país

Se há um item que ficou mais caro na cesta básica dos brasileiros, esse item é o ovo. Um levantamento realizado pela empresa de inteligência Horus, em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV), mostra que a dúzia de ovos brancos passou de R$ 10,49 em janeiro para R$ 11,43 em fevereiro.

A capital que registrou a maior inflação foi Fortaleza, com 4,7% de aumento nos preços. Na sequência, vieram São Paulo, com 4,1%, Belo Horizonte, com 3,0%, e Brasília com 2,9%. Já Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Manaus registraram menos de 2% de aumento.

Além disso, está faltando ovo nas prateleiras. De acordo com dados da Neogrid, empresa de software para gestão de suprimento o chamado índice de ruptura, medido com base nas vezes em que um item faltou no estoque, atingiu 16% em fevereiro, contra 14,5% em janeiro, sendo que a taxa média do ano passado foi de 13,9%.

Em entrevista ao jornal O Globo, Luiza Zacharias, diretora de novos negócios da Horus, afirmou que a alta no preço do ovo reflete o aumento no custo de produção e de alimentação das aves, sobretudo o milho e o farelo de soja.

“No acumulado de 12 meses, a inflação do ovo já chega a quase 20%. Em parte, por conta do preço das commodities, que ficaram mais caras na pandemia e com a Guerra na Ucrânia. A base da alimentação dos animais encareceu bastante”, disse.

Outro fator é explicado pela inflação dos alimentos em 2022, que pressionou o preço da carne, do frango e de outras proteínas – tornando o ovo o principal substituto.

Fonte: Extra

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Envie sua Notícia